A Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas), realizou na manhã desta sexta-feira, 27, o Fórum de Eleição para a escolha dos novos representantes da sociedade civil do Conselho Municipal de Assistência Social (Cmas). A eleição foi realizada na Praça da Cultura Cantor Pedro Rogério, no conjunto Marcos Freire I.

O ato contou com a participação de representantes das secretarias municipais e da sociedade civil, que puderam eleger os membros governamentais e não governamentais para o mandato de dois anos.

De acordo com a secretária adjunta da assistência, e eleita vice-presidente do conselho, Aida Almeida, a eleição faz parte das normas da política de assistência social. “Esse processo é democrático e faz parte das normativas da política nacional de assistência social, onde a sociedade civil e o governo se somam para fiscalizar os serviços que são prestados para a população na área de assistência social. Estamos felizes pela realização desse fórum”, disse Aída.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Nossa Senhora do Socorro, foi eleita com cinco votos, como um dos órgãos escolhidos para participar do conselho. A representante da instituição, a assistente social Danielle Gomes, falou sobre a importância de a entidade ter sido escolhida. “Para a Apae foi muito bom a escolha, pois agora vamos fazer parte da cadeira do conselho e isso e muito importante, porque poderemos trabalhar ainda mais com a gestão e com o conselho. Temos muito a agradecer pela oportunidade em fazer parte desse conselho, que é de suma importância para a assistência social do município”, agradece Danielle.

Outra entidade escolhida foi o Núcleo Comunitário de Ação Social (Nucas), e a representante do órgão, Gerciane Pacheco, disse que a escolha é uma oportunidade de dar continuidade ao trabalho que já é desenvolvido pelo núcleo. “Nós do Nucas já estávamos no conselho e essa escolha vai ser ótima, pois poderemos fazer por mais dois anos o trabalho que a gente já faz, se comprometendo com a sociedade, com as nossas crianças e adolescentes e fazer um bom serviço para o município, estamos com diversos projetos e esperamos colaborar com força máxima na assistência”, garante Gerciane.

Na eleição também foram escolhidos os representantes dos usuários dos serviços, uma delas é Elaine Carla, que falou sobre a relevância de ter um representante dos usuários no conselho. “Essa escolha é muito importante, pois agora poderemos dar voz aos usuários do Cras, então é importante ter uma pessoa infiltrada nas atividades para ter o entendimento do que podemos reivindicar, até que ponto podemos exigir, e melhorar o serviço prestado”, disse Elaine.

O escolhido para ser o presidente do conselho, foi o assistente social, Aloizio Júnior, que falou o que espera da nova gestão do conselho. “Pretendemos construir uma política de assistência forte, que chegue para todos que realmente necessitam dela, a gente precisa levar proteção social ao povo socorrenses”, disse Aloisio.